logo

X SMARS - Seminário Brasileiro de Meio Ambiente e Responsabilidade Social do Setor Elétrico

Realização:

Painel Técnico

“Desafios da transição energética: regulação, impactos socioambientais, financiamento”

22/05/24, das 8h45 às 11h00.

Moderação

Glauce Botelho

Superintendente Adjunta de Meio Ambiente na Empresa de Pesquisa Energética – EPE.

Trabalhou no Laboratório de Produtos Florestais do IBAMA e Parque Nacional da Tijuca entre 1994 e 2007. Trabalha há quase 17 anos na EPE onde integra o grupo de estudos do Plano Decenal de Energia (PDE) sobre a fonte eólica, atua na coordenação de estudos socioambientais envolvendo a relação de populações tradicionais com empreendimentos energéticos, coordena a equipe de meio ambiente na habilitação técnica de projetos dos leilões da geração de energia, participa de grupos de trabalho governamentais relativos às políticas nacionais e internacionais de mudanças climáticas, entre outras atividades.

Graduada em Engenharia Florestal e Direito, com especialização em Gestão Ambiental e MBA em Gestão Pública.

Painelistas

Flavia Teixeira

Gerente de Meio Ambiente, Responsabilidade Social Corporativa e Transição Energética da ENGIE Brasil, Sócia fundadora e Diretora de Relações Internacionais da União Brasileira de Advocacia Ambiental – UBAA.  

Atua com os temas de mudanças climáticas, gestão de relações com partes interessadas, licenciamento, pós-licenciamento, fiscalização e monitoramento de qualidade ambiental.

Advogada, Mestre em Direito da Cidade, Meio Ambiente e Processo de Urbanização pela UERJ, Pós-Graduação Executiva em Meio Ambiente pela COPPE/ UFRJ.

 

Karen Schroder

Gerente de Meio Ambiente da ENGIE Brasil Energia.

Responsável pela gestão corporativa relacionada ao meio ambiente, gestão sustentável e mudanças climáticas.

Administradora, com especialização em Gestão de Projetos pela Universidade Estácio de Sá, Direito e Gestão Ambiental pela Faculdades Cesusc e Formação Avançada em ESG pela Saint Paul Escola de Negócios.

Jovanio Santos

Head de Estratégia e Novos Negócios na Thymos Energia, Senior Member do Instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE) e Membro do CIGRÉ Brasil.

Especialista em processos arbitrais, envolvendo questões comerciais no mercado brasileiro de energia, estudos estratégicos de mercado e em projetos de infraestrutura relativos ao setor elétrico.

Engenheiro e Mestre em Mercados de Energia e Assuntos Regulatórios pela Poli-USP, possui LLM em Direito de Energia pelo CEDIN, MBAs em Gerenciamento de Projetos e Setor Elétrico Brasileiro pela FGV e Pós-graduação em Eficiência Energética pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA).

Felipe Nabuco

Coordenador de Licenciamento Ambiental de Dutos e Sistemas de Transmissão de Energia, IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.

Experiência em investigação de áreas contaminadas, gestão ambiental, avaliação de impactos ambientais e licenciamento ambiental.

Engenheiro Ambiental, Mestre em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais pela UFMG.

Guilherme Arantes

Gerente de Inteligência Setorial na Área de Transição Energética e Clima do BNDES. No banco já atuou como engenheiro do Departamento de Cadeias Industriais e Fornecedores, onde participou do projeto e implementação das políticas de incentivo às indústrias de energia eólica e solar no Brasil.

Foi Analista de Pesquisa Energética da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), onde trabalhou em estudos de energias renováveis com foco em energia eólica, solar e biomassa; e no desenvolvimento de modelos de otimização integrada de recursos para os estudos de expansão da Matriz Energética Brasileira.

É graduado em Engenharia Elétrica, com extensão em Planejamento Energético e pós-graduado em Finanças.

Painel Técnico

“Crise Climática e da Biodiversidade: implicações e oportunidades para o setor elétrico”

22/05/24, das 15h30 às 17h30.

Moderação

Moara Morasche

Atua na gerência de Estratégia Climática e Biodiversidade, na Diretoria de Sustentabilidade da Eletrobras.

Trabalha na Eletrobras desde 2008 com os temas de biodiversidade, mudanças climáticas, sustentabilidade e licenciamento ambiental. Coordenou o GT de Biodiversidade do Comitê de Meio Ambiente das empresas Eletrobras.

Bióloga formada pela Universidade Federal Fluminense e com mestrado em Biologia Marinha pela mesma universidade. MBE em Gestão Ambiental pela COPPE UFRJ.

Painelistas

Adiéliton Galvão

Gerente de Sustentabilidade na Cemig desde 2016, liderando temas como ESG, responsabilidade social e mudanças climáticas.

Engenheiro Ambiental e Mestre em Engenharia Sanitária pela Universidade Federal de Viçosa.

Claudio Klemz

Especialista em Políticas Públicas da The Nature Conservancy Brasil (TNC). Há 20 anos trabalha na concepção, negociação e gestão de projetos de conservação da natureza. Atua em projetos nacionais e internacionais, interagindo com variada gama de interlocutores, desde comunidades tradicionais, proprietários rurais, doadores, poder público, setor privado e a academia. Nos últimos anos, tem se dedicado à promoção do engajamento do setor de saneamento e sua regulação em iniciativas de proteção da natureza.

Mestre em Toxicologia Ambiental e Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Federal do Paraná, Especialista em Gestão Ambiental e Conservation Fellow da Fundação Kinship.

Melina Amoni

Atua há mais de 15 anos em consultoria e na WayCarbon é Gerente de Riscos Climáticos e Adaptação, desenvolvendo modelagem para análise de impactos, riscos físicos e de transição, quantificação financeira do risco e planos de adaptação à mudança do clima. Além disso, lidera desde 2015 o MOVE, uma plataforma integrada para avaliar e gerenciar os riscos associados às mudanças do clima desenvolvida pela WayCarbon. Melina liderou diversos projetos do setor público, como em Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, João Pessoa, Porto Alegre, Niterói, Recife, Salvador e Mato Grosso, bem como para diferentes empresas do setor privado como indústria, energia, O&G, infraestrutura, agro, saúde e varejo. É professora no curso gestão de riscos climáticos na pós-graduação da PUC-MG.

Doutora em Geografia, possui experiência na área de análise espacial, mudança do clima, desenvolvimento de indicadores de riscos climáticos e adaptação.

Vanessa Pereira

Coordenadora Técnica de Biodiversidade no CEBDS.

Advogada e Coordenadora de Biodiversidade do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), com mais de 15 anos de experiência, tendo trabalhado com governança ambiental em nível nacional e internacional, biodiversidade e negócios, economia do meio ambiente e afins. Possui expertise no engajamento do setor privado e em projetos multistakeholder, tendo trabalhado no setor privado no Brasil e no Qatar.

Tem mestrado em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade e é Pós-Graduada em direito ambiental e bioética.

Denise Sasaki

É coordenadora ambiental na ARCADIS S.A., desde 2022 e vem conduzindo, junto a empresas do setor de energia e infraestrutura, o projeto-piloto TNFD no âmbito da Plataforma Ação pela Natureza do CEBDS. Nos últimos anos, tem atuado principalmente como especialista de biodiversidade e de flora em avaliações e monitoramentos de conformidade socioambiental para entidades financeiras (Padrões de Desempenho Socioambiental da Corporação Financeira Internacional/ IFC), inclusive de projetos internacionais.

É consultora ambiental há mais de 12 anos, atuando sobretudo como especialista de biodiversidade e de flora, participando de diversos estudos e projetos de licenciamento em quase todos os estados brasileiros e no exterior, notadamente no setor de energia e infraestrutura.

Experiências anteriores incluem atuação no setor público (Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo) e no terceiro setor (ONG conservacionista Fundação Ecológica Cristalino, em parceria com o Royal Botanic Gardens Kew).

É bióloga com mestrado em Botânica pela Universidade de São Paulo e especialização em Sistemas de Gestão Integrados.

Painel Técnico

“Compromissos do setor elétrico com a questão social: o obrigatório é suficiente?”

23/05/24, das 15:30 às 17:30.

Moderação

Silvia Gonçalves

Coordenadora Técnica de Impacto Social no CEBDS. 

Formada em Direito, tem mestrado em Política e Relações Internacionais pela Royal Holloway University of London e pós-graduação em Liderança e Gestão Pública.

Painelistas

Clara Serva

Sócia e head da área de Empresas e Direitos Humanos e coordenadora da advocacia pro bono de TozziniFreire. Coordenou projetos premiados, como a prática de gestão corporativa de inclusão de pessoas trans (Lumen, 2022), contratação de pessoas trans e retificação de documentos (Latin Lawyer, 2023), Mutirão Jurídico em Heliópolis (Latin Lawyer, 2020) e o Guia dos Direitos das Pessoas com Deficiência Intelectual (2019). Premiada como “Outstanding Contribution on Diversity and Inc.lusion” pelo Chambers em 2024 e como Liderança Feminina pelo CEBDS em 2022. Reconhecida pelo Chambers Global em ESG Transactional (Band 3) em 2022 e 2023 e pelo Chambers Brazil em ESG (Band 3) em 2022 e 2023.

Graduada pela Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), e mestre em Direito Constitucional, com pesquisa sobre autocomposição em direitos humanos, pela PUC-SP

Luiz Carlos Silva Faria Junior

Advogado das áreas de Empresas & Direitos Humanos e Pro Bono em TozziniFreire Advogados. Professor e Coordenador do Curso de Extensão sobre Empresas e Direitos Humanos da PUC-Rio.

Doutorado em andamento em Teoria do Estado e Direito Constitucional na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Mestre em Direito e Inovação pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Pedro Villela

Gerente Executivo de Responsabilidade Social na Eletrobras e coordenador do GT em Direitos Humanos para o Setor Elétrico e Energético do Pacto Global da ONU no Brasil.

Sociólogo, mestre em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social da Uerj e em Saúde, População e Políticas Sociais pela École des Hautes Études en Sciences Sociales, da França, e a Linköpings Universitet, da Suécia, possui MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas e é doutorando em Direito Socioambiental e Sustentabilidade pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

Cristina Amorim

Coordenadora do Nordeste Potência e Coordenadora de Projetos no Instituto ClimaInfo.

Graduada em Comunicação Social 

Iniciativas ESG

23/05/24, das 11:45 às 12:15.

Moderação

Raquel Loures

Secretária do Comitê de Estudos Sustentabilidade do Sistema de Potência e Desempenho Ambiental do CIGRE-Brasil

Analista de Meio Ambiente sênior na CEMIG Geração e Transmissão. Desde 2012, coordena o Programa Peixe Vivo e, atualmente, coordena a área que atua no planejamento, monitoramento e avaliação contínua dos programas ambientais focados em ecossistemas aquáticos. Coordenadora técnica do Comitê de Meio Ambiente (CMA) da ABRAGE – Associação Brasileira das Empresas Geradoras de Energia Elétrica.

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Minas Gerais. Mestrado (2011) e doutorado (2019) em Ecologia Aplicada pela Universidade Federal de Lavras.

Apresentadoras

Luciane Pedro

Gerente de Responsabilidade Social na ENGIE Brasil Energia

Formada em Comunicação Social e Psicologia, Especialização em Gestão de Negócios e Administração pela Fundação Dom Cabral.

Elusa Moreira Barroso Brasil

Advogada com especialização em Direito de Energia e mais de 20 anos de dedicação ao setor elétrico. Atuou na Gerência Jurídica no ONS e exerce, desde 2020, o cargo de Assessora Executiva da Diretoria Geral.

Entre suas atribuições, é responsável pela estruturação e implantação do Programa de Sustentabilidade do ONS, batizado como ASG+ e estruturado em três pilares: +Humano, +Verde e +Social. É idealizadora e implementadora do Grupo de Afinidades Mulheres à Bessa do ONS que, há quatro anos, cumpre o propósito remodelar o diálogo da igualdade de gênero na organização, transformando a pauta em uma questão de homens e mulheres.

O SMARS recebeu 65 Informes Técnicos. Foram selecionados 25 trabalhos para apresentação nas sessões técnicas.
A Comissão Técnica enviará mensagens para os endereços eletrônicos cadastrados, informando o resultado da seleção dos trabalhos. Consultem suas caixas postais.

A programação das sessões técnicas será divulgada nos próximos dias.
Agradecemos a todos que enviaram seus trabalhos